Baralho Cigano – Parte III

Parte III

Lembramos que este é um material de estudo – Nós, do Canto do Aprendiz, não trabalhamos com Tarô, nem opinamos em qualquer experiência pessoal.
Bom Estudo!

carta17-novidades
A cegonha voando entre nuvens cor-de-rosa nos mostra um bonito novo céu que se abre à nossa frente, representando boas novas. O ramo de oliveira no bico da cegonha nos remete à uma nova terra, a qual devemos buscar esquecendo um pouco o passado e pensando mais no futuro promissor que está à nossa frente. A cegonha alça vôos mais altos, indicando que para alcançar esta nova situação precisamos também nos arriscar, abandonando as velhas situações e estando prontos para as boas novas.

As novidades podem relacionar-se com qualquer aspecto que está sendo consultado, desde uma pessoa, um bem, uma situação, um emprego, um relacionamento pessoal ou amoroso.

Estas novidades revelam-se realmente em oportunidades, as quais devemos estar tanto atentos quanto encorajados, para enfrentar uma eventual mudança e nos esforçarmos para obter aquilo que esta boa nova nos traz.

Interpretação: Novidade, boas novas, futuro promissor, situações que exigem nossa coragem de encarar o novo, melhora de determinada situação à qual esta carta se relacionar, bons augúrios.

carta18-aliado
A figura do melhor amigo do homem nos remete à lealdade, legitimidade, expontaneidade, sinceridade, honestidade. Tudo o que se relacionar com esta figura nos será absolutamente digno de confiança.

Representa também proteção de um amigo espiritual ou mesmo material, de alguém que certamente não nos faltará em caso de necessidade e que, se já não está fazendo, fará tudo o que estiver ao seu alcance para nos defender ou ajudar. Esta ajuda se manifestará da maneira mais autêntica bastando, para nós, retribuir esta lealdade com a mesma moeda. Assim teremos um protetor contra os perigos ou contra os inimigos.

Interpretação: Veracidade ou autenticidade sobre alguém ou alguma questão sobre a qual está sendo associada a carta. Amigo ou protetor espiritual ou material que nos defende ou auxilia. Situação na qual se deve ter confiança, a iluminação que pode ser alcançada.

carta19-espiritualidade
Esta lâmina possui um siginificado amplo e profundo. Pode indicar tanto a espiritualidade enquanto plano espiritual, quanto a nossa própria espiritualidade, ou seja, a centelha divina que existe dentro de nós, pois a torre representa tudo aquilo que está guardado dentro de nós, nosso subconsciente, o eu interior, nossa alma.

A espiritualidade está constantemente presente em nossas vidas, nos influenciando, nos enviando avisos, conselhos e luzes. É o “pão nosso de cada dia”, a luz que nos é enviada pelo Criador para dar sustento em nossa jornada. Neste sentido, é necessário dar ouvidos à espiritualidade, deixar nossas opiniões um pouco de lado e receber os conselhos que ela nos envia. Também levantar as mãos para o alto, e humildemente receber a luz que a nós é reservada, renovando as energias e nos preparando para o porvir. Indica essencialmente as bençãos que se derramam sobre nós e sobre nossos afazeres, nos enchendo de graças.

No sentido mais interior, representa nossa própria espiritualidade ou espírito. Faz-nos lembrar que dentro de nós está a resposta para todas as dificuldades do mundo, e que lá dentro está a centelha divina que nos foi dada pelo Pai Celestial quando fomos criados.

Interpretação: plano espitirual, entidades benfeitoras ou protetoras do plano espiritual que nos ajudam, iluminam, aconselham ou advertem. Nossa espiritualidade, o interior de cada um, o próprio espírito, bem-estar espiritual ou iluminação espiritual.

carta20-ervas
Representa as ervas que curam os homens de todos os males, a solução para os problemas atuais, os remédios que precisamos e que estão ao nosso alcance para nos curarmos. Representa também a habilidade de, com astúcia, conhecimento e boa vontade, usar as ervas para se vencer um determinado problema.

Relaciona-se ao orixá Ossaê, mas também pode relacionar-se com Oxóssi e Ogum. Este é o orixá do conhecimento das folhas que curam, dos chás e dos espíritos que habitam as florestas e que são capazes de carregar os males e nos trazer a energia que promove a saúde, a clareza mental e a disposição para agir.

A proximidade destas entidades com a natureza e o domínio sobre as coisas naturais que podem nos promover a cura, deve-se ao fato de que Oxóssi é o orixá do conhecimento, sendo o conhecimento das coisas do Criador sua principal qualidade. Assim ele se faz presente na natureza, onde há a mais pura manifestação da criação: nas folhas das árvores, animais e espiríritos da floresta, que ele domina completamente.

Interpretação: solução para os problemas, cura para os males, habilidade de, através do conhecimento e força de vontade, solucionar determinada situação. Melhoras da saúde.

carta21-pedras
A carta das Pedras é relacionada ao orixá Xangô, orixá da manifestação da Justiça Divina, que traz o equilíbrio a tudo o que existe na criação pois em tudo o que foi criado por Deus existe a harmonia, o equilíbrio e a justiça.

A justiça manifesta-se independente de nossa vontade, tendo em vista que a energia equilibradora manifestada por Xangô está presente na gênese de todas as coisas que existem. Assim, muitas vezes, podemos nos surpreender ou mesmo nos contrariar com as revelações desta carta, uma vez que a justiça manifesta-se nas ações que nos são direcionadas, bem como naquelas que desempenhamos. Em ambas as direções ela se fará presente, mais cedo ou mais tarde.

Esta energia equilibradora é também uma esgotadora natural dos sentimentalismos, levando os indivíduos a uma postura mais equilibrada, mais racional, ou seja, menos passional. Neste sentido, as Pedras podem revelar uma estabilização emocional e uma conseqüente orientação para a inteligência e o raciocínio.

Pode estar relacionada ainda a outros assuntos relacionados com a justiça, como os processos jurídicos, juízes, documentos, situações legais, etc.

Interpretação: justiça, equilíbrio, esgotamento de sentimentalismos, uso da inteligência ou racionalidade, realismo.

carta22-caminhos
O orixá que relaciona-se com a carta dos Caminhos é o orixá Ogum, que é o orixá que mais se aproxima dos homens depois de Exú. Ogum é a representação da Lei Maior. No plano espiritual é a representação das legiões de guardiães e de todas as milícias que buscam manter a ordem.

A Lei que é manifestada por este orixá é a linha reta, ou o caminho da retidão e do que é justo. Todas as energias que se opõem à ela são quebradas ou anuladas. Assim, o caminho representado por esta carta é também o caminho do que é justo, do que foi conquistado com o esforço próprio de cada um e que é aberto por mérito.

Esta lei age com extrema firmeza e inflexibilidade, uma vez que a Lei Maior aponta um único caminho sem alternativas. Esta ordem que é imposta pode muitas vezes ocasionar uma certa sensação de contrariedade, ou ao menos perplexidade, mas que logo mostra o seus devidos valores e motivos para se manifestarem desta forma. Mesmo porque onde esta energia se manifestar não se permite desequilíbrios, injustiças ou insensatez, coisas com as quais eventualmente nos habituamos e às vezes até nos apegamos.

Interpretação: O caminho de cada um ou o caminho que se abre à frente. Progresso, oportunidades, ligação do passado com o futuro, vitórias.

carta23-desgastes
O desgaste é uma destruição realizada de pouco a pouco, no decorrer de um longo tempo e, muitas vezes, sem que se perceba. A figura do rato saindo do escuro denota esta destruição que é realizada sem que nos apercebamos, pois um animal sorrateiro, que costuma roubar às escondidas, além de ser um freqüentador assíduo dos lugares onde ele sabe que tem do que se alimentar.

Estes desgastes podem ocorrer tanto no plano material quanto no espiritual e, tipicamente, vai sugando ou diminuindo aos poucos a energia da qual se alimenta, até o seu completo esgotamento ou destruição. Por isso é preciso ter cuidado com este tipo de alerta, pois o descuido pode levar à perda total daquilo que a carta diz respeito.

Sua manifestação se dá por meio de roubos, perturbações contantes, desleixo ou descuido que leva ao desgaste, chateação, esquecimento.

Interpretação: Desgaste, roubos, vampirismos ou pessoas que se aproveitam, perturbações constantes, chateações, esquecimento.

carta24-sentimentos
Os Sentimentos revelam o nosso lado emocional, sensível, nossas reações instintivas que brotam do fundo do nosso ser e se manifestam muitas vezes de forma alheia à nossa vontade.

Embora esta carta traga um coração radiante, o que nos faz lembrar do amor, sentimento mais nobre e importante para o ser humano, esta pode ter o seu lado negativo salientado por alguma carta que a acompanhe, dependendo do contexto. Além disso, esta carta pode indicar, em sua via negativa, sentimentalimos excessivos, reações instintivas, bloqueio da razão, atitudes impensadas, nervosismo, entre outras reações.

Mas na maioria dos casos representa a manifestação dos sentimentos mais profundos, de emoções, sensibilidade, amor. Indica também início de relacionamento, paixão, namoro, compromisso emocional. Entendimento entre as partes, simpatia, solução de problemas de relacionamento.

Interpretação: Emoções, sensibilidade, lado emocional se sobrepondo ao racional; bom relacinamento, comprometimento emocional, namoro, paixão, amor; em sua via mais negativa, pode indicar atitudes impensadas ou precipitadas, bloqueio da razão, nervosismo.

Anúncios

Uma opinião sobre “Baralho Cigano – Parte III”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s