Médiuns Concientes e Inconcientes

Insegurança no Desenvolvimento Medíunico

É muito comum no inicio das incorporações no desenvolvimento medíunico, quando a gente está ansioso, com medo , curioso e inseguro para saber quem são nossas entidades, como trabalharam, nomes, etc… Todos já passaram por isso.

Quando há as incorporações o médium fica mais que atento a qualquer palavra que saia de sua boca ” se eu falando ou a entidades, o que vai acontecer agora, o que ele tá fazendo” ….. tudo isso faz parte do inicio, pois ser consciente é perfeitamente normal e não é sinal de “falta de firmeza, ou imaturidade nas incorporações, ou fraqueza do médium. E é nessa fase onde o médium atua muito junto com a entidade, por sua participação, ‘interatividade” que é peculiar nesse ínicio, ocorre maior incidência de uma interferência do médium, sobrepondo a da entidade. Porém, com o passar do tempo, o médium vai ganhando confiança, vai aprendendo a ficar mais alheio das manifestações da entidades, pois para ele não terá mais mistérios e se reservará da total abstenção de qualquer tipo de interferência, inclusive de sua propria opinião do que a entidade deveria agir, falar ou conduzir numa consulta.

Muitas pessoas desistem no ínicio, por não aceitar sua consciencia e não conseguir trabalhar psicologicamente essa questão e achar que é ele ali e não a entidade. De não insistir e entender que as incorporações vão se firmando com o tempo. E para a Umbanda a afinidade e sintônia nas incorporações é de fato, mais demorada. E nesse processo de ajustes, equalizações e estabelecer uma sintonia satisfatória , o médium deve entender que haverá sim erros, o seu sobrepor a propria entidade, o animismo, porque faz parte desses ajustes. Por isso o médium não deve ser pemitido ao estarem sob influência das entidades; beber, fumar e principalmente, dar consultas e atender o público, quando essa sintonia não se estabelecer de fato, avaliado pelo dirigente e guias chefes da casa.

Quando passamos a entender certos processos, eles passam a nos soar mais familiares, a parecer mais simples e natural, nem nos causar mais tanto medo e insegurança, principalmente se temos a oportunidade de estar em contato com outros que passam o mesmo ou parecido com o que passamos. Assim criamos mais segurança e vencemos o medo do desconhecido.

Não se apresse, não se precione , nem permite que outros façam isso. Cada pessoa tem seu tempo, pois não envolve somente “abertura de canais mediunicos”, mas o emocional e o psicológico precisam estar bem também, para que tudo ocorra de forma salutar, que traga alegria, leveza e satisfação…e não mais agonia, desespero, medo e insegurança…. Tente aproveitar com serenidade, leveza e amor as vibrações que você sente dos seus guias, esse é um momento único na vida de qualquer pessoa.

Médiuns Concientes e Inconcientes

Alegar que médiuns que são conscientes mais afirmam ser inconscientes por uma questão de vaidade apenas, é fechar os olhos para uma triste realidade de nossos terreiros; a ignorancia pautada no misticismo e falta de estudos sobre suas prórpias capacidades. Sabemos perfeitamente que a Mediunidade na Umbanda vai muito mais além do que Orkut, Facebook, Internet, livros, apostilas, materiais didáticos sobre mediunismo, grupos de estudos e uma educação teorica sobre o assunto. A verdade é que a grande maioria das pessoas , sejam umbandistas, e de um modo geral, não tem acesso a livros, a leitura, e a grupos de estudos que lhes propicie um esclarecimento amplo de tantas fontes competentes que atualmente abordam o assunto MEDIUNIDADE , SEUS MECANISMOS E APLICABILIDADE.

O desenvolvimento é apenas “a moda antiga”, – bota roupa entra na roda e deixa o “Santo pegar”. E antigamente , tabém sabemos bem que o misticismo , desinformação e falta de uma preocupação em amplicar e obter conhecimentos sobre mediunidade era nulo. E até hoje existem PDS /dirigentes que nem sabem o que seja psicofonia (o que em momento algum desabona seu trabalho enquanto médium), mas só passamos o que temos aos nossos filhos. Se eu nada sei sobre mediunidade, nunca me instrui sobre o assunto, o que posso passar a meus filhos ??? O que aprendi…. pautado em MINHAS EXPERIENCIAS PESSOAIS MEDIUNICAS… que sabemos hoje que cada um , tem a sua propria experiencia e a forma que a mediunidade se apresenta pra mim, não será igual a que se apresenta pra você. Sentirei -a de forma diferente.

E antigamente, como ninguem tinha uma preocupação com um estudo sobre o assunto, havia muita nebulosidade sobre o assunto. Acreditava-se de que eramos “possuidos” pelo espírito.

De que ao estarmos em transe, mediunizados o espirito entraria em nós e tomaria nossa mente, nossa consciencia, e que ao retornarmos , de nada lembraríamos. Claro que as manifestações espírituais outrora, eram mais ‘intensas” e médiuns inconscientes eram mais comum que nos dias de hoje, principalmente em termos de Umbanda, que as manifestações tem um carater mais consciente do que outras manifestações religiosas intercambiáveis espiritualmente falando.

E até hoje, a grande maioria das pessoas acreditam que ao estarmos incorporados, de nada lembramos, pois o espírito toma conta de nós e so voltamos quando o mesmo deixa nosso corpo.

Essa crença é fruto de mais de 70 por cento dos médiuns iniciantes e ela é a causa primária da grande dúvida que atormenta dos médiuns que sentem suas primeiras manifestações. ” será que era eu ou era minha entidade ? Acho que era eu mistificando , porque eu via e ouvia tudo”. E acreditem, muitos vivem em completo tormento e martírio, acreditando que está mistificando , pelo simples fato de ver e ouvir tudo o que se passa, ao estar sob influencia da entidade. Por medo de perguntar e ser taxado de mistificador, se cala e segue seu desenvolvimento baseado no medo e desconfiança de si mesmo. Descrente e duvidoso se de fato, é médium , ou está sendo influenciado pelo sua propria mente. Muitos abandonam e os que não conseguem deixar o trabalho medíunico, escondem sua consciência por anos, por medo de serem acusados de charlatãos e marmoterios. Porque ocultar sua consciência ? Segunda causa observada. Ainda sem sair desse âmbito de desinformação que é , infelizmente, reinante na Umbanda e seus frequentadosres (assitências, estes mesmos é que não tem obrigação de entender ou procurar entender sobre mediunidade), e a crênça que “se tá MESMO com santo, não vai lembrar de nada”…. O assitente acredita fielmente de que ao estar com a entidade é somente ele e a entidade. E sente-se seguro e confiante em se abrir sobres seus segredos mais íntimos e as vezes “cabeludos”. Muitas vezes, se ele souber que o médium também está ali, ele certamente acharia que tudo não passa de enganação. Pois o que ele sempre ouviu falar e que não se sabe de nada quando estamos incorporados com nossas entidades. E a própria entidade não conseguiria atingui-lo, ou seja, não conseguiria a confiança dele, para poder o ajudar.

E muitas vezes deixa-se de socorrer um pessoa por uma causa , ao meu ver, pequena. Muitas vezes para ministrar um remédio curador, é preciso dizer ao doente que é água. Certos vícios , não se desvincula assim de uma hora pra outra. Principalmente quem está de fora, ou seja, no caso dos assistentes, os socorridos da umbanda, não tem obrigatoriedade de conhecer mecanismos mediúnicos, e mais ainda , nossos fundamentos. E náo será num dia, que todas as ideias mistificadas de anos e anos , do ouviu a avô dizer, a bisavô, o tio, vai de dissipar assim. Porém no caso do médium , este sim , tem obrigação de saber, conhecer e repassar a seus irmãos.incorporacao

SER CONSCIENTE, LEMBRAR , VER E OUVIR TUDO O QUE A ENTIDADE FALA E FAZ DURANTE O PROCESSO INCORPORATIVO, É NORMAL, NATURAL E MUITO MAIS DA METADE DOS MÉDIUNS PASSAM PELAS MESMAS COISAS. MESMO OS QUE JURAM QUE DE NADA LEMBRAM. VOCÊ NÃO É LOUCO NEM MARMOTEIRO PORQUE OUVE TUDO O QUE A ENTIDADE DIZ AO CONSULTAR ALGUÈM.

Embora todos os estudos que há atualemente sejam insuficientes ainda para comprovar ou afirmar tais teorias sobre a psicofonia/incorporação e fenômenos mediunicos com relação a consciência /inconsciencia…..Alguns elementos que podemos observar que ainda são retrados de “IDEIAS MITICA”, EQUIVOCADAS ou sem nenhum embasamento amplo e coletivo, apenas obervações individuais, mediantes capacidades proprias de um determinado individuo. Por exemplo; a relação que se faz entre consciência e domínio maior por parte do espírito comunicante. Acredita-se que ao estarmos inconscientes, o espírito nesse caso, teria total domínio do corpo do médium, que um médium consciente por exemplo não poderia oferecer. Engano.

Ter ou não dominio do corpo do médium e este ficar sem poder ter nenhum tipo de controle de seu corpo, NADA TEM A VER COM NIVEIS DE CONSCIENCIA. Uma entidade pode ter controle do corpo do médium, deixa-lo impotente, sem poder exercer seus movimentos por vontade própria sem que em nenhum momento , este médium perca a consciência do que está ocorrendo. Logo, ser inconciente ou não……não está via de regra , relacionado com dominio total ou mesmo parcial do espirito sobre o médium. Ledo engano é , achar que a comprovação de uma incorporação de fato e real, está em nossa inconsciência… muitos mediuns iniciantes rezam, oram , imploram pra pelo menos um dia, ficarem inconcientes, pois so assim , eles passariam a acreditar em sua propria capacidade e acabaria com tanto tormento. Porém, ficar inconsciente ou não, não alega nem prova nada. O que , se fosse algum projeção de sua mente apenas, ele poderia inconscientemente , perfeitamente bloquear sua memória durante o “suposto transe mediunico” e de nada ele lembraria , após a “suposta incorporação.

Tal qual alguns disturbios psiquicos e psicologicos provacam perda da memoria em paciêntes com tais disturbios, como dupla ou multipla personalidade. Que causa total ausencia de memória durante a manifestação de outra personalidade do paciente, que de nada lembrará. Porém, perder os movimentos motores e controle dos orgãos da fala, é o primeiro fato comprobatório de que há uma força , além de nossa mente que age sobre nós, direcionando nossos movimentos com vontade propria e que é inteligente, pois pode manifestar individualidade , a quem de nossa propria inteligencia e saber. O que ficaria muito mais díficil , ser uma caraterização de nossa mente agindo, pois , inconscientemente , não é algo que queremos ou imputimos em nós, como no caso dos disturbios psicológicos, que por mais que naquele momento seja algo aquem de nossa vontade, é criação de nosso querer , de nossa vontade , mesmo que não tenhamos consciência disso.

O ser humano é UNO. Ele não pode manifestar uma inteligencia além da sua, uma vontade que denota uma inteligencia, uma consciência além dele mesmo, que não seja outra consciencia/um outro espírito. Uma outra observação que pouco se faz, a diferença entre psicofonia e incorporação. Se eu perguntar o que é incorporação , e seus processos, a grande maioria vai dizer, é a mediunidade que os espíritos usam para falar através do médium, mediante a um ‘acoplamento” , o espírito encosta no médium , lhe transmite mentalmente as mensagens , o médium interpreta mentalmente e transmite como ouviu. Ou seja, as mensagens passa pelo médium, que exterioriza o que o espirito fala, é uma comunicação entre corpo astral do médium e do espírito. Não discordo, porém acrescento… esse ‘acoplamento” pode ser mais intenso ou não…. quando é mais intenso, dando a sensação de perda de controle e transe mediunico, podendo interferir nos movimentos do médium , pelo maior proximidade da energia da entidade, principalmente se esta energia for de um padrão mais distante do médium, ou este não estiver ainda em harmonia sincrônica com suas entidades, costuma-se chamar de INCORPORAÇÃO. Se for um acoplamento mais sutil, costuma-se chamar de mediunidade intuitiva. Porém, ambas tem o mesmo processo.. basicamente são iguais….. E é esse tipo de mediunidade que está em grande número na Umbanda. Podemos dizer que a maioria das capacidades mediunicas em nossa Seara são intuitivas, em maior ou menor grau. E este tipo de capacidade , dificilmente interfere na consciência do médium, impedindo-o de lembrar e estar “presente” no momento da manifestação de seua entidades.

O termo incorporação, tomou um status genérico que emgloba todas as capacidades de comunicaçao que precise que o médium transmita a mensagem que o espírito que dar. Porém a psicofonia tem carater diferenciado. Para que haja um fenomeno psicofônico, o espírito precisa via de regra, agir sobre os orgãos da fala do médium. Podendo essa psicofonia ser mecânica, comparando a psicografia mecânica, onde o espírito toma a mão do médium , sem que passe por sua mente, e nesse caso , podendo escrever em linguas e usar letras que o médium desconhece..ou semi mecânica, onde o comando passa pela mente do médium, que registra tal controle e age diretamente nos orgãos que irá exercer a comunicação.

Tais capacidades, principalmente as mecânicas , são extremamente raras atualmente, e em temos de Umbanda , mais raras ainda. E estas porem exercer uma perda de memoria/consciencia em maior ocorrência do que, o que se classifica hoje como incorporação. Ser ou passar a ser inconsciente ou não ao contrario do que se pensa, não está relativo a TEMPO DE DESENVOLVIMENTO, status ou melhor capacidade mediunica. Ser ou não in-consciente não é um estado permamente, principalmente se tratando de Umbanda. O que podemos observar é que a entidade pode – claro mediante a uma possibilidade particular do médium – inferir em determinado momento/dia uma inconsciencia, se assim achar necessário. Porque então se obseva que muitos médiuns com o passar de anos no labor , passa a ser inconsciente ?? Capacidade particular dele, que as entidades e seu proprio espirito está fazendo uso, pelo carater que tomou o trabalho mediunico. Muitas vezes o espírito do médium, sai literalmente em desdobramento , vai se ocupar de outras coisas em outros planos, e deixa a entidade trabalhar, tamanha é a afinidade e confiança que se estabeleceu, como também após anos e anos de labor mediunico, o trabalho constante parece tomar um carater similar e o espírito do médium , muitas vezes aproveita esse tempo para ocupar de outros ensinamentos e trabalhos em outros planos. Porém , nem todos os médiuns tem propriedades espirituais que lhes permita tais viagens astrais em dado momento.

So pra resumir… a consciência ou inconsciência requer uma série de fatores e condições , que mesmo que não esteja fehado o assunto nos meios de pesquisa, podemos através da observação de outros médiuns ratificar e retificar, esclarecendo, muitas teorias que em voga, prejudicam e muito o desenvolvimento mediunico.

 

Muito Axé pra todos!

 

 

Anúncios

75 opiniões sobre “Médiuns Concientes e Inconcientes”

    1. Querido Antônio,
      É uma honra ter você no Canto do Aprendiz, eu que agradeço pela visita.
      Deixo o espaço aberto, se por acaso, você desejar escrever um pouco sobre o seu livro ou outro assunto que desejar; para nós “Aprendizes” seria de grande alegria receber seu ensinamentos.

      Saravá, Carol

      1. Lançamento do livro LUZEIRO.
        Dia: 20/Novembro/2011.
        Descreve a história do Preto-Velho Pai João, desde seu encarne até os trabalhos no Plano Astral como espírito de luz. Engrinalda-se com 100 capítulos romanceados, com mais de 300 respostas em 624 págs.
        Valor: r$95,00 incluso envio postal (BR)
        Pedidos pelo email: antoniotaro@hotmail.com
        Luz e paz a todos. Fraterno abraço aos irmãos de fé.
        Motumbá. Kolofé. Saravá. Axé. Amém.
        Att. Antonio Monteiro – autor.

      2. simplesmente adorei esse post, tudo o que eu precisava vou apartir de hoje tentar relaxar mais e não ficar pensando q sou eu e não o espirito pq conciencia tenho e muita por isso as vezes é muito dificil,já q estou iniciando na umbanda, muito obrigada e muito AXÉ

    2. Boa tarde!!! Meu nome é Andre,gostaria de comprar o livro Sete Estrelas o Caboclo que Brilha de Antonio Monteiro.Já fiz algumas buscas e não consegui.Pode me orientar onde conseguir?
      Paz e Luz.

  1. Boa tarde Carol,
    Também li o livro Sete Estrelas o Caboclo que Brilha, e realmente é um livro excelente para quem quer saber mais sobre a espiritualidade, principalmente os fundamentos da umbanda, pois ele conta historias de diversas vidas terrenas do Caboclo sete estrelas.

    Namastê.

  2. Boa tarde…muito interessante o site Gostaria de saber a respeito da entidade Exu Poeira da Encruza,(Umbanda) não encontro nada a respeito dessa entidade

    1. Olá. Prezada Rosa, companheira de caminhada terrena.
      Todo exu de Lei responde a Ogum. A nomenclatura define seu Mistério e Linha de trabalho. O senhor exu Poeira da encruza tem vibração:Obaluaiê/Omulu e irradiação:Ogum/Oxalá.
      Para melhor definição estude material de trabalho.
      Aconselho conversar com ele e perguntar para confirmar.
      Todo guia sabe da necessidade do médium, porém cabe ao médium procurar aprendizado e conhecimento com o guia.
      Atenciosamente Antonio Monteiro – Dirigente/psicógrafo.
      informações: antoniotaro@hotmail.com

      1. Querido Antonio,
        Obrigada por dividir seus conhecimentos conosco! Abraços fraternos.
        Saravá, Carol

  3. Resposta sobre o tema ‘Mediunidade’

    A relação mediúnica tem, entre outros, por base de eclosão, dois canais, se assim podemos afirmar que são: a afinidade fluídica e a afinidade moral…
    A afinidade fluídica guarda em seus escaninhos os fenômenos de ordem material, ou seja, os efeitos físicos (transportes, ruídos, curas e materializações variadas, etc…,)
    A afinidade moral guarda estreito direcionamento sobre o prisma psicológico, emocional, histórico e existencial, tanto do médium quanto do espírito comunicante.
    Invariavelmente o espírito que se manifesta conhece os arcabouços sensitivos do médium e sabe como utilizar dos recursos oferecidos pelo mesmo na pauta dessa relação. É claro que o processo de entrosamento demanda tempo e exercícios, meditação, estudos e dedicação, atitudes e condutas por parte do médium que podem facilitar esse intercâmbio, num clima de parceria e cooperação de ambas as partes envolvidas…
    Em face do modus operandis atual da relação mediúnica ao nível de parcerias e amizades sólidas, quanto mais consciente o médium, melhor se reparte responsabilidades e recursos visando um melhor aproveitamento das atuações de ambos no celeiro de oportunidades de trabalho, seja um templo espírita ou uma tenda de umbanda, até por que a mediunidade enquanto mecanismo de suporte a evolução espiritual, transcende aos aspectos físicos dos ambientes humanos. O que importa é ajudar á quem precisa, esclarecer os necessitados de luz e curar aos que forem permitidos pela misericórdia Divina…
    A mim me parece que o médium que insiste nessa “inconsciência” tem medo de arcar com as responsabilidades intrínsecas aos compromissos assumidos, omitindo-se e fugindo dos estudos, atribui única e exclusivamente aos espíritos o resultado das manifestações. Correndo inclusive o risco de ser abandonado pela entidade que o quer ajudar a evoluir, ajudando ao próximo nos parâmetros mais importantes da caridade…
    Que Deus os abençoe por esse trabalho magnífico de esclarecimento aos médiuns que atuam nos terreiros desse país, que precisam despertar para os próprios compromissos, contribuindo inclusive para diminuir os índices de preconceitos com relação á Umbanda, ou, Umbandã como dizem os maiores de Aruanda…

    Ademário da Silva *** http://WWW.ademario.wordpress.com
    09/maio/2009

    1. Obrigado querido irmao. sua conotaçao com relaçao a inconsciencia, me aliviou de minhas duvidas. porque sim, claro que sim, devemos por obrigaçao a Oxala maior, dividir as responsabilidades com consciencia do que estamos nos propondo dentro da Umbanda.
      Sou um destes mediuns conscientes com muitas duvidas as quais estou aos poucos tomando esclarecimentos aqui. que Pai Oxala. nos ilumine a cada dia que passa, para que possamos ter esclarecimentos corretos com relaçao a nossa amada Religiao.

      1. Henry, que Deus o abençoe em sua jornada e em todo seu destino.
        A relação mediúnica alicerçada na parceria de responsabilidades e consequências, tem como característica o fruto que respeita a natureza e o tempo e se permite a maturação no momento oportuno. Sem exigências, cobranças, medos ou fugas e armadilhas psicológicas. E assim a educação psíquica e emocional se desenvolvem sem muitos atropelos, numa relação de amor, respeito e afinidade…

        Paz e muita luz em seu coração!

    1. Querida Sarah,
      É de extrema importancia para os médiuns iniciantes não terem pressa para saber o nome da falange de seus guias. Não procurar saber de arquétipos, ou referências de falanges. Não ter pressa ou ansiedade para saber como são, como trabalham, o que usam, cores, instrumentos, etc.

      No início estamos muito sob influencia da mente e de reflexões e registros do subconsciente. E até a entidade vir mais “refinada” leva tempo.

      E a pressa leva a enganos que geram muitas vezes conflitos, principalmente com nomes e comportamento das entidades.

      A ansiedade de já estar firme para trabalhar na corrente só retarda o desenvolvimento, pois isso traz influencias inconsciente do médium. Estar firme e apto para atuar com seus guias, não refere-se a estes estaram falando e aparentemente firmes. Mas somente quem pode atestar isso, são com avaliações feitas pelos dirigentes da casa.

      Aproveite cada dia de desenvolvimento, de novas sensações, de descobertas, pois é um tempo maravilhoso, que não volta nunca mais. E o levando de maneira proveitosa, sem pressas, ansiedades e se despojando de medos, seremos médiuns melhores, mais seguros, confiantes e maduros para tão importante tarefa, de ser um canal entre dois planos.

      Boa sorte! Saravá, Carol

  4. sou médium conciente, e as vezes fico assustada com o que acontece em relação ao falar com alguém e a entidade mostra tudo que está acontecendo com ela. Então eu fico sempre atenta que o médium tem que acreditar e ter confiança nas entidades que estão trabalhando e entregar o probleca das pessoas para que elas resolvam.
    Com tudo isto sei que tenho que estudar cada dia mais, e ter a certeza que não sou eu que estou falando tem sempre uma entidade me intuindo e dizendo o que esta acontecendo.
    Dentro do nosso Centro temos um dia para o estudo sobre mediunidade. O nosso Centro é Unidos Para O Bem – Patos de Minas.

  5. Boa noite,

    Sempre fui uma pessoa que não praticava qualquer religião , apenas tinha minha fé em Deus, mas sempre tive simpatia pela Umbanda, e para minha maior surpresa recentemente fui a um centro de Umbanda e durante a gira de exu , comecei a sentir algo diferente e quando deu por mim estava lá eu no meio do terreiro “recebendo”uma pomba-gira, depois deste episodio, voltei ao centro algumas vezes procurando resposta para o que tinha ocorrido e em todas as sessões incorporei pomba-gira, boiadeiro e malandro, e ainda sinto que durante as sessões há outras entidades, spesar disso durante estes 2 meses toda vez que incorporo não consigo falar uma palavra, eu ouço,vejo e percebo tudo a minha volta, mas não consigo dizer uma só palavra…isso é normal?

    me dê essa luz..

    Samantha

  6. Gostaria de parabenizar o site por esta publicação…!

    Sou médium iniciante, lendo todas estas observações pude ficar um pouco mais tranquila para prosseguir com o trabalho espiritual… Confesso que fico em dúvida sobre as sensações que tenho durante o “meu treinamento” de incorporação.

    E por causa da dúvida, e medo de não conseguir, pensei em desistir… mas ao ler este texto, a coragem para prosseguir voltou!

    Se vcs puderem me indicar livros sobre Umbanda, Quimbanda, agradeceria…

    Abraços!

  7. O site de vocês é excelente. Sou médium da umbanda, kardecista por alguns anos. Vocês prestam um trabalho de caridade com este site de alcance inestimável. Oxalá continuem sempre com este belo trabalho, acalmando os corações dos médiuns que cada vez mais iniciam na seara da umbanda.
    Axé.

    1. Querido irmão Fabiano,
      Muito obrigada pelo apóio! Espero que esse cantinho possa contribuir cada vez mais na nossa evolução de eterno aprendizes.
      Muito Axé pra você,
      Carol

  8. olá esse site é uma dadiva aos iniciantes da umbanda…
    descobri q possuo meus dons médiunicos de berço a pouco tempo,ainda estou em fase de conhecimento e aprendizado,mato um pouco das minhas curiosidades aqui e me sinto muito bem em ver q posso confiar em um site…no momento só me manifestei com obaluaiê e minha cigana,mais sei que sou filha de oxum e obaluaiê,tenho muita vontade de saber qual é meu caboclo e meu preto velho,mais devagarzinho chego lá,espero q dia 27 eu conheça meu erê…sou muito feliz em poder ajudar a elevação do espilitismo,obrigada a todos e q pai oxalá nos ilumine a cada dia bjus

  9. Perfeito essa materia, fiquei muito satifeito por tirar duvidas que parecem simples mais ao mesmo tempo complicada de ser explicadar pelo momento vivido.fiquei facinado pelas explicações e tenho certeza que estarei mais seguro no meu desenvolvivento mediunico.
    Obrigado

  10. ola, o que fasso, meu marido recebe entidades mas não frequentamos nenhum centro,e as entidades dele me pede para fazer ebos, etc.., mas não tenho preparação, mas tenho o don, sera que posso, todas as pessoas que eu ajudo, ficam bem, arrumam serviço, etc..,isso faz mal pra mim ou não.
    muito axé

  11. nao e uma pergunta …a muito tempo atras eu trabalhei num centro de umbanda e conheci os meus guias hoje estou afastada mas me lembro muito deles e ainda jogo as cartas que a minha cigana gosta e fora as pedras que ela ama….o nome dela e paloma e tem um cigano tambem o nome dele e pablo sinto tanta saudade desse povo que tanto me encantou e que tanta falta faz ….pois ao tao sabios….que falta voçes me fazem aqui onde estou me desculpem pelo sentimentalismo e que quando nos estamos so e sem quem recorre e tao triste….me desculpe

  12. eu me afastei faz tempo,justamente por acreditar q ñ eram os guias e sim eu quem respondia mesmo tentando ñ responder.muitissimo obrigado!hoje encontrei a seara q procurava para me desenvolver O CANTO DO APRENDIZ é meu terreiro virtual.E se for possivel me falem sobre o CABOCLO FLEXA AZUL.
    OBRIGADO POR VCS EXISTIREM

  13. Oi pessoal!

    Meu nome é Marcos
    Bom dia

    Tenho dúvidas se sou um medium consciente ou inconsciente, mais estou tentando esclarecer isso. Gostaria de saber se numa gira tem como saber qual dos médiuns estão realmente incorporados. Tenho minha dúvidas

  14. Muito obrigada!!!!!! è bom saber q não sou louca ou marmoteira……e q não posso desistir da minha caminhada!
    Tenho muitas outras dúvidas….mas já dormirei mais tranquila hoje!
    Que Deus os abençoe hj e sempre!
    Axé!

  15. oi bom dia como esse artigo me ajudou,sou uma desenvolvente é dicifil as vezes saber pq quando estou na gira de caboclos sempre vejo indias ciganas um senhor tbm de bengala e as vezes os vejo em casa.E fico imaginando se isso e coisa da minha cabeça as vezes converso com pessoas e de repente eu vejo a casa da pessoa sem nunca ter estado la nos meus sonhos vejo pessoas mortas me pedindo ajuda eu morria de medo mas agora não tenho tanto medo assim ainda estou bem confusa me ajude meu e-mail e lucianarbh@gmail.com obrigada

  16. oi bom dia meu nome e Luciana como esse artigo me ajudou,sou uma desenvolvente é dicifil as vezes saber pq quando estou na gira de caboclos sempre vejo indias ciganas um senhor tbm de bengala e as vezes os vejo em casa.E fico imaginando se isso e coisa da minha cabeça as vezes converso com pessoas e de repente eu vejo a casa da pessoa sem nunca ter estado la nos meus sonhos vejo pessoas mortas me pedindo ajuda eu morria de medo mas agora não tenho tanto medo assim ainda estou bem confusa me ajude meu e-mail e lucianarbh@gmail.com obrigada

  17. olá boa tarde !!
    estou iniciando no candoble vou fazer um ano e me sinto muito confusa pois carrego uma linda entidade maria mulambo e amo ela de paixão mais quando ela vem eu vejo e escuto tudo e fico com medo de estar enventando aquilo tudo e as pessoas me acharem uma louca mais graças a este site me esclareceu muitas coisas obrigada !!!

  18. Bom dia á todos…

    Médium

    O vaso que se descuida do seu conteúdo
    Cultiva em tons mudos
    Os vermes que lhe dilapidam o interior
    ***
    É como importante piano no plano da surdez
    Por que esquecido por mãos habilidosas
    É jóia ociosa na casa da ostentação
    Se enche de verniz e lisura
    Na clausura da própria emoção
    ***
    É mesmo como promitente jardim ricamente semeado
    Que não atendendo os motivos da lei natural
    Recebe ervas daninha e seus recados
    No estrado da ilusão
    ***
    Médium é ferramenta de utilidades e letras
    Nas retretas da obrigação
    O trabalho lhe é um conserto
    Acerto de renovação
    ***
    O estudo lhe é compromisso
    Á serviço da oração
    A oração se lhe faz canção
    Em pautas de renovada emoção
    ***
    Mediunidade é trabalho de íncita intimidade
    Onde pensamentos e sentimentos
    Cruzam os céus da mesma liberdade
    Aquele que vai para o trabalho
    Recebe o amparo de lúcidas entidades
    Aquele que prefere o ócio
    Recebe o título de sócio da instabilidade
    Estreita porta que a luz oportuniza
    ***
    A mediunidade é brisa em nossos escaldantes desertos
    Mão que ampara, mas, que obriga educação
    Trabalho, estudo e atitude
    Com amplitude de renovação!
    ***
    Ademário da Silva *** 08/setembro/2010

  19. Ola gostaria de saber mais sobre mediunidade, pois meus pais ja trabalharao com isso, e uns dias pra cá minha mae vem se encorporando, eu gostaria de aprender mais, me interesso pelo assunto, gostaria de ler algum livro para eu aprender ja frequentei alguns terreiros, aguardo pela resposta! obrigado

    1. Luiz, recomendo para você além do livro dos Médiuns que trate-se de obra obrigatória para nós trabalhadores mediunicos, seja em terreiros de umbanda ou centros espiritas kardecistas, outro muito bom que me ajudou muito foi o livro “nos dominios da mediunidade” do espirito André Luiz, ainda existem algumas outras boas obras, no entanto esses dois são extremamente esclarecedores no mais recomendaria os estudos em um centro proximo a sua casa ou trabalho.

      Abraços e espero ter ajudado

  20. adorei o texto! excelente!
    realmente era o que eu precisava ler, estou desenvolvendo e as vezes entro em “crises mediúnicas”!
    obrigado ^^
    Saravá a todos os irmãos umbandistas

  21. Eu adoro esse site.seus esclarecimentos são sempre otimos!De um dia para o outro eu comecei a me sentir muito a vontade com relação a umbanda e de la pra cá,venho estudando tudo q esta ao meu alcance sobre ela.Mas tenho uma duvida muito grande eu gostaria de saber,se pode tentar se desenvolver,sem um convite por vontade propria,ou se é necessario o convite vir de uma entidade!

  22. eu sou medio cosinter receb ir minha primeira entidader aos14 ano de idader exu marabo quande ele ser incorpora em min eu vejo o que estar acontercendo e ouço o que ele estar fazendo ele fuma e eu sintor que meu corpor estar com uma força estrema ñ consigo cotrolar meu corpo nem meus movimentos queria saber ser com algum tempor nos que somos consienter vamos ser 6transforma em inconsienter? com algum tempo a entidade fala nos noços ovidos o que devemos fala???

    1. Axé Maxuel,
      Em primeiro lugar é preciso saber que a médiunidade inconscinte e uma situação rara e isto é da natureza do médium, nasce com ele. No começo todos nos somos conscientes já que é um período de adaptação das energias Entidade/Médium e com o passar do tempo e aplicação ao trabalho, nos tornamos semiinconcientes, tendo lembranças de coisas que farão parte de nosso aprendizado e o que não nos deve ser de conhecimento, são vetados pelas próprias entidades, Nesta etapa, as entidaes podem nos orientar mesmo sem a encorporação, nos irradiando e orientando como se falassem em nossos ouvidos. Com relaçâo a nos tornarmos inconscientes, desconheço esta possibilidade, salvo melhor entendimento, isso não acontece.Espero ter ajudado.
      Axé.

  23. Olá Amigos,

    Esta questão da mediunidade na Umbanda é um desafio de amor e fé.
    Quanto me policiei, questionei, procurei respostas, justamente por ouvir e vêr tudo o que se passava . Quantas lágrimas no momento da “briga” para ficar na zona de segurança, tipo solto u não solto. A entidade “encostava” e eu derrubava lágrimas.
    Imagine vc em uma gira da esquerda, com seu Tranca Rua encostado em ti e as lagrimas saindo caindo, caindo. Imagine como eu fiquei sem sabe o que fazer, não me mexia e estava lá com “ele” e eu em lágrimas.
    Neste dia, resolvi para de pensar sobre como deveria ser e apenas deixei ser.
    A parti daí tudo ficou mais sereno, tudo ficou fácil e leve.
    Como eu sempre expunha para o dirigente da casa o que acontecia e tb pensava que meus outros irmão que estava iniciando sofria com esta questão, resolvemos sempre conversar antes e depois das sessões, ou seja, faziamos uma mesa para todos colocarem suas dúvidas, angustias e anseios e assim passamos desta forma a ajudarmos uns aos outros mutuamente.
    O que posso dizer a vcs que estão neste processo. DEIXE FLUIR, pense que vc esta em um cinema em 3D.
    Hoje é claro as coisas mudaram, mas vejo tudo e ouço, só que quando volto não sei dizer o que foi falado para quem, quando e como.
    Apenas algumas coias ficam bem claras, acho que quando é desejado que seja claras…as outras para mim ficam na maior bagunça, tipo sai fora do horário, as lembranças são confusas e por isto nem tendo lembrar de forma foi a coisa.
    Perungtei ao dirigente da casa, pq as lembranças do ocorrido na gira, agora ficavam deste jeito.
    Ele me disse que com o tempo e por causa da confiança e da “parceria” que adquirimos com nossas entidades, acontece isto com uma boa quantidade de médins, inclusive com ele.
    Algumas pessoas dissem que passamos do estado de consciência para semi-consciência por causa da falta de clareza, por não lembrar totalmente do ocorrido.
    Oxalá abençoe a todos que trabalham em sua Seara por amor.

  24. Olá Meu nome é Aline

    Frequento a Umbanda a dois anos em todas as minhas manifestações estou consciente porém não consigo ter meu movimentos escuto, sinto, vejo tudo e fico com medo as vezes fico pensando se nao erra minha cabeça e não o guia mesmo realmente fico com resseio de falar abertamente isso com as pessoas. Mais depois destas informações acho que vai me ajudar não realmente no começo é muito dificil da vontade de desistir de tudo..
    Mais fico muito grata e que Oxalá vos abençoe e traga muito axé a todos e um saravá a todos os Umbandistas.

    1. olá aline meu nome é wesley e tamebem sinto isto mas quando eu incorporo meus olhos se fecham e eu escuto e as vese eu asho q estou fingindo mas estou não grassas a este site !

  25. Olá frequento a umbanda há 1 ano e meio,no começo ia tomava passes era tudo normal,agora quando estou sinto um arrepio no meio das costas e as vezes dores de cabeça,um medium me disse que meu guia protetor é uma cigana,e disse que com o tempo eu posso recebe-la,mais será que realmente sou médium.essas dores de cabeça e esse arrepio são normaais?

  26. Olá Pessoal, ja faz um bom tempo qe visito “CANTO DO APRENDIZ” e acho maravilhoso. Mas, eu gostaria de saber sobre a minha POMBA GIRA é a P.G do FORNO. Não achei quase nada sobre ela, sei que é de ALMAS. Sei qe sua história é unica como de qualqer exú só qeria saber mais coisa sobre essa entidade….Muito Obrigado a atenção de tdos!!Sucesso!
    Axé!!

  27. Olá pessoal! tenho muitas duvidas mais, eu queria saber como me desenvolver um pouco mais rápido! pois estou na umbanda já faz um tempo, mais só seu um nome de uma entidade minha q e da do meu (gosme) trabalho com muitos outros mais não nome de nem uma =/
    queria saber o fazer pra me desenvolver mais um pouco!
    Bom agradeço pela a atenção e por tudo no site ajuda bastenta

  28. ola de novo pessoal! tenho mais uma duvida que nao me sai da cabeça”
    Meu preto velho quando ele vem ele risca o ponto dele no chao mais nao fla nada!
    o ponto riscado e um cruz grande e um na direita tem outra cruz pqna na mesma cruz grande e uma estrela no alto esquerdo e nao sei quem e ele! gostaria muito de saber! se alguem tiver imagem desse ponto risca e soube quem é pesso q me avisei q para eu poder saber um pouco mais dele!
    nao sou muito de fala sobre isso mais ja frequento esse site a um bom tempo e pegei confiança de me “abril” com vcs
    Obrigado a atençao e peço desculpas pelas perguntas!
    axé a todos q nosso pai Oxalá abençõe a noz todos

  29. Olá irmãos.
    Ao ler este belo e importante post sobre mediunidade, ri muito, pois, parecia que era dirigido à mim.
    Também sou aprendiz, iniciando na Sagrada Umbanda o caminho para quitar minhas dívidas com
    a Sagrada Lei Divina no decorrer das eras; e tenho muitas dúvidas e sem ter com quem esclarecê-las
    e por misericórdia do Pai, encontrei este site instrutivo e fraterno.
    Peço licença para indicar um livro muito bom a quem quer se instruir, “UMBANDA ESSA DESCONHECIDA”
    “OS AYMORÈS” e “UM NOVO OLHAR SOBRE A UMBANDA” do irmão (já desencarnado) Roger Feraudy.
    Muito obrigada á você irmão que mantém este site sério e voltado ao esclarecimento.
    Que o Pai Oxalá o abençôe!
    Axé.

  30. Queridos irmas .Li e reli este belo e importante post sobre MEDIUNIDADE. muito esclarecedor,principalmente para os iniciantes,como eu,na Sagrada Umbanda. Que OXALA os ilumine sempre! PAZ E ALEGRIA!

  31. Adorei o site, era isso que procurava. Por mais que estou em desenvolvimento ainda, posso dar um conselho para quem está começando agora, abre os olhos a entidade já está ali, vc abrindo os olhos, ele vai mostrando seus movimentos!
    Beijos

    1. Sériooo ? Marcelle ?!
      eu tbm tô no ínicio do meu desenvolvimento, mesmo sendo umbandista desde bebê =)
      Mas euu jáa fiz um esforço pra abrir o olho e fiz maior força tbm pra falar e nãoo conseguii =/ por issoo fico a espera que eles falem sozinhos … mas com vc foi assiiiimm ???!

      1. Comigo foi igual a Marcelle eu abri os olhos e o Joãozinho ja foi se movimentando e falando , e tal mas com minha pomba gira foi mais dificil , ela abriu os olhos , mas n falava , acho q depende , do medium e da entidade !

  32. Bom dia pessoa!

    Adorei esse cantinho para muitos assim como eu, médiuns iniciantes!

    Irei falar um pouco da minha trajetória para que talvez incentive alguns a sempre prosseguir.

    Meu pai nunca morou conosco, ele incorporava quando eu era pequeno mas não tinha noção nenhuma disso, ele sempre deixava uma guia azul escura na porta do meu quarto e eu sempre queria pegar nela por causa da cor (sabem como crianças são sapecas ne rsrs), isso eu tinha cerca de uns 7 anos.
    Passando-se anos comecei a me interessar pela umbanda, porém de forma que eu estava ansioso, comecei a pesquisar, comprei livros, frequentei alguns centros mas sempre com o pensamento “eu quero incorporar” e devido a esse pensamento quebrei muito a cara nos anos seguintes, até que eu resolvi deixar de lado por tanta decepções que tive, mas ressaltando decepções com as PESSOAS e não com a religião em si.

    Hoje em dia eu já estou engatinhando digamos assim, já chego a incorporar (totalmente eu não sei) mas fico consciente, ouço e vejo tudo, fico inseguro mas na hora que estou incorporado sempre a entidade que está lá (seja preto velho, caboclo, etc) me manda mensagens na minha mente falando pra eu não me preocupar, que ela estava ali e que não ia me desamparar.
    Fico muito feliz pois antigamente eu nem sequer podia sentir as vibrações, hoje é só por os pés num terreiro que já fico com a perna tremendo, mentalizando em outras coisas pra não descer nada!

    Sou muito grato e feliz com a vida que tenho apesar dos problemas, devemos sempre agradecer a Deus por tudo que acontece, de bom e de ruim pois tudo é aprendizado, tudo é para nossa EVOLUÇÃO!

  33. Boa noite,
    Sou ex Evangélica e sempre fui incredula em relação ao Espiritismo. A pouco mais de 2 anos me relacionei com um homem uma pessoa q Espirita Umbandista…no inicio eu cheguei a me simpatizar com a doutrina espirita, mas depois foram acontecendo coisas q me desacreditaram ainda mais.
    Meu parceiro começou a receber avisos de supostos protetores de que eu havia feito um pacto com o demonio para ficar rica e que eu teria q mata-lo para oferecer o sangue dele, disseram a ele que eu fazia trabalhos em cachoeiras e, encruzilhadas e cemiterios para destrui-lo, foi a 3 centros de umbanda diferentes e tds falavam o mesmo de mim.
    Eu sou ex evangelica e ainda tenho muito da excencia Cristã em mim, nunca entrei em um centro na minha vida, nunca se quer pensei em fazer qualquer coisa contra quem eu Amo. AGORA ME RESPONDA POR FAVOR…COMO PODE 3 LUGARES DIFERENTES FALAR MAL DE MIM AFIRMANDO COISAS QUE NUNCA FIZ? POR QUE ISSO ACONTECE, QUAL A FINALIDADE DE ESPIRITOS MENTIREM? E POR QUE 3 PESSOAS DIFERENTES Q NÃO SE CONHECEM DIZEM O MESMO SOBRE MIM?

  34. frequento o centro de umbanda tem pouco tempo mas sempre tive sonhos reveladores pensamentos que mais parecem premunições mas nada muito certo nada que eu consiga entender ou explicar penso ou sonho e a cena do pensamento ou do sonho acontece mas dentro disso nunca entendo por completo nunca sei de onde venho ou pra onde vou
    sempre tive lembranças de terreiro de candomblé apesar de nunca ter ido em um
    tem uma conhecida que na verdade mal me conhece e convidou eu e meu esposo para conhecer o terreiro da mãe dela onde ela diz ser umbanda suja então à procura de respostas fui ate la
    em uma gira de exu e pomba gira logo depois de tomar o passe comecei sentir as vibrações que tanto ouvimos falar nas incorporações achei que era coisa da minha cabeça ou que estava me deixando levar pois isso nunca tinha me acontecido
    não completei a incorporação pois meu esposo ficou assustado e me retirou do local mas senti tudo o corpo mole a sensação de estar voando as mãos na cintura uma vontade maravilhosa de rir no outro dia era gira de marinheiro e aconteceu o mesmo sentia o balanço do mar mas meu esposo não deixou eu ficar ate fim tbm rsrsrsrs .
    enfim minha pergunta e por que no candomblé aconteceu todas essas vibrações local onde ate então nunca tinha ido
    enquanto na umbanda isso nunca aconteceu eu sei que existe as diferenças entre essas religiões será que cada pessoa tem que seguir uma doutrina especifica

  35. Olá boa tarde. São tantas dúvidas que tenho. Quando eu era criança minha mãe me levou numa benzedeira e falou q aos 13 anos ia acontecer algumas coisas comigo pois sou médium.. E foi batata aos 13 comecei uns sintomas acordar de madrugada chorando e tremendo muitooo. Minha mãe ficou preocupada me levou em médicos etc, etc, até q me levou no centro ao qual incorporei só q consciente e até hoje quando vou no centro tocam os pontos dos guias eu tremo toda coração só falta sair pela boca etc etc, mesmo assim me levam até a entidade e recebo guia consciente. Hoje estou com 35 anos! Mas não frequente muito os centros terreiros . E o meu guia não fica firme tem q fazer uma corrente para não cair .

  36. Eu estou muito nervosa estou frenquento um centro de umbanda fico na assistência mais fico com as mãos gela suada quando saio de la parece que esta tudo bem mais quando vou dormir muita coisa acontece fico emqueta falo coisa estranha mais lembro de tudo faço coisa que normalmente não fari a que deve ser isso

  37. Eu sou médium ha apenas 5 anos. Sou totalmente consciente, e sou muito feliz assim. No começo confesso que me parecia que eu estava ficando louco porque eu ouvia, sentia e via tudo. Mais gracas ao meu Pai de Santo e a minha Mae de Santo que me explicaram que isso era totalmente normal e que com o tempo isso iria passar. Hoje, continuo totalmente consciente, mais nao tenho duvidas nenhuma quanto a minha incorporação, pois vem muitas pessoas agradecerem meus guias pela ajuda. Fico muito feliz e também agradeço pela confiança deles. Amei o post de vocês, muito explicativo. Que Oxalá abençoe vocês Axé! .

  38. Boa noite meu nome e Carlos eu também sou médium consciente e todas estas duvidas que estão falando eu também tinha varias vezes me deu vontade de desisti mas depois que eu li estes ensinamentos eu fiquei mas tranquilo meus quias são joá da mata seu corre beirada vovó surrupiar seu baiano grande Joãozinho

  39. Hola gente lavei minha cabeça na umbanda mais não encorporei Aínda só girei será q posso desistir da religião não me sinto bem mais frequentando… acontece alguma coisa si desisto me ajudem

  40. Boa noite, ótima explicação acima, olha ando tendo muitas dúvidas com o palavreado de certas entidades atualmente, e gostaria de saber se seria normal um preto velho falar na linguagen normal, ou seja, falar TV, celular, chamar o atendido pelo nome ou mesmo falar o nome de algum parente seu no atendimento… Tipo…___ O Renatto (ja falecido) sente sua falta… Ou um Exu chamar vc ou outra pessoa pelo nome? Isso esta me confundindo e ao mesmo tempo me desacreditando…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s