Arquivo da tag: Iyalorixá Tina de Souza

Dança Sagrada dos Elementos

Dança Sagrada dos Elementos
Fogo, Terra, Água e Ar
  -Tina de Souza-

Dança Sagrada dos Elementos propõe o despertar do sagrado interior, a exploração
da essência vibratória e espiritual de cada Elemento e o alinhamento do corpo, mente e
espírito.
Ritmos da tradição afro-brasileira são utilizados para acompanhar as expressões dos
movimentos livres.
“Dançar o Sagrado é comungar com a Natureza!
É viajar ao centro da criação e encontrar a si mesmo!”

Fogo e Terra – Sábado (10/03) das 14 às 19hs
Água e Ar – Domingo (11/03) das 14 ás 19hs

Local do evento: Escola Sempre Viva, Rua Br. Galmiz Galvão, n.65
João Pessoa/PB
Venha! Participe!
Faça já sua inscrição: ipsi.paraiba@gmail.com
83.87807851 (Georgia) / 83.96536992 (Lílian)

Tina de Souza é psicóloga clínica, criadora do sistema IPSI
(Inconsciente Primário – Sistema Integrado ou Inconsciente Espiritual).
Esse sistema está relacionado à fusão entre psicologia, espiritualidade
e elementos da natureza. Tem sido difundido em vários países (Brasil,
EUA, Canadá e Europa) através de seminários, conferências, workshops
e palestras em universidades, empresas e hospitais.
*Professora convidada da USP (Universidade de São Paulo)
*Fundadora dos Institutos de Psicologia IPSI – Brasil e IPSI – Portugal
*reconhecido pelo C.R.P.). www.ipsi-brasil.com.br.
*Estudiosa da Tradição Afro-Brasileira.
*Autora do livro “Amor de Marinheiro”.
Participação especial da percussionista Ana Paula Maciel.

Dança Sagrada Dos Elementos Com Tina de Souza

Anúncios

Iyalorixá Tina de Souza

Devido ao grande sucesso, Tina de Souza  estará novamente em Salvador para mais uma Palestra e curso sobre
“ORIXÁS – ENFOQUE PSICOLÓGICO”

PALESTRA

“ORIXÁS – ENFOQUE PSICOLÓGICO”
FOGO, TERRA ÁGUA E AR
Salvador – BA
24/09/2010, das 20h ás 22h

CURSO
“ELEGBARA/OGUM/OXUMARÊ/XANGO – ENFOQUE PSICOLÓGICO”
25 e 26/09/2010
Salvador/BA
Maiores informações com Samira: samira.parcero@gmail.com ou pelo celular: (71) 9979-8179

Os quatro Elementos da Natureza (Fogo, Terra, Água e Ar) e seus respectivos Elementais, representados por 16 Orixás na tradição Afro-Brasileiro, têm grande influência na vida do ser humano. Saiba como um desequilíbrio nesse campo pode afetar o seu cotidiano causando sintoma como por exemplo a Depressão.

Aprenda também sobre as possibilidades de tratamentos psicológico e espiritual.

Tina de Souza é psicóloga clínica, professora convidada da Universidade de São Paulo (USP), fundadora do Instituto de Psicologia – IPSI Brasil, no Brasil e Portugal. Criadora da teoria e sistema Inconsciente Primário – Sistema Integrado (IPSI). Está a frente de diversos projetos relacionados à evolução da saúde física, psíquica e espiritual e seus impactos no cotidiano do indivíduo. Autora do livro “Amor de Marinheiro”.

Visite o site: www.tinadesouza.com

Rituais Espirituais

Participação Especial da Iyalorixá Tina de Souza

www.tinadesouza.com

Tina de Souza – ipsi.brasil@gmail.com

Os Rituais Espirituais são utilizados para fortalecer o que já esta estabelecido e que está dando certo. Exemplo: Um bom trabalho, uma boa saúde, um bom relacionamento, etc. Às vezes fortalecer o que está dando certo, exemplo de um bom trabalho, não significa fazer um ritual relacionado ao bom trabalho e sim fortalece o indivíduo para que ele tenha consciência desse bom trabalho. Se for feito ao contrário, ou seja, fortalecer o trabalho ao invés do indivíduo, haverá uma descompensação ou enfraquecimento na relação do indivíduo com o trabalho.

Dependendo do Elemento (Fogo, Terra, Água ou Ar) e/ou o Elemental (Elegbara, Ogum, Oxumare, Xângo, Obaluae, Oxóssi, Ossae, Obá, Nana Buruque, Oxum, Yemanjá, Ewa, Iansã, Tempo, Ifá e/ou Oxalá) envolvidos no ritual, a consequência ou consequências serão compatíveis com a polaridade do Elemento e/ou Elemental no resultado final.

Exemplos de descompensação e/ou enfraquecimento causados por rituais nao corretamente direcionados: Continuar lendo Rituais Espirituais

Magia Cigana na Ceia de Natal

Iyalorixá Tina de Souza

Tina de Souza – ipsi.brasil@gmail.com

www.tinadesouza.com

MAGIA CIGANA NA CEIA DE NATAL

Sempre me interessei sobre a magia cigana. Depois da entrevista no programa Mulheres, da tv gazeta sobre a magia cigana na ceia de Natal, várias pessoas me enviaram emails solicitando que eu falasse mais sobre esse assunto e como envolver a magia cigana em outros eventos e comemorações, como por exemplo casamento, batizado, festa de quinze anos, etc.

A ceia cigana não precisa necessariamente ter os pratos específicos da tradição cigana, mas o que dará um brilho muito especial e que fará a diferença é a magia cigana que envolve cada detalhe da ceia.
Vamos falar de cada detalhe começando pela toalha da mesa.

A cor da toalha da mesa dependerá da intenção espiritual que será dada. A cor branca representa a paz e harmonia, a cor vermelha a paixão e libido e a cor amarela ouro o amor e a riqueza.
Escolhida a intenção da ceia ou seja a cor da toalha, coloque os pratos, talheres, copos, guardanapos de uma forma que os convidados tenham espaço entre si e que fiquem bem acomodados. Em seguida, coloque os pequenos potes com uvas ao lado de cada prato.

Quando servimos as uvas, ou qualquer outra fruta, estamos servindo o doce da fruta, e não a fruta em si. Servir frutas com sementes representa fartura e abundância a quem oferecemos.
Coloque no centro da mesa um castiçal dourado com velas amarelas, o pão em fatias, um potinho dourado com mel de abelhas e as taças de vinho para cada convidado. As taças formarão um circulo em volta das velas, do pão e do mel. Para as crianças a taça de vinho é substituida pelo ponche de frutas.

O cravo da india deverá também estar presente na mesa, como também o gengibre e a hortelã. O cravo representa o sabor dos deuses, o gengibre e o hortelã no mesmo pote o requinte da liberdade.
As flores amarelas e laranjas deverão fazer parte da decoração da mesa, seja em um único vaso dourado, ou em pequenos vazinhos espalhados pela mesa.
Depois de colocar os pratos que serão servidos na ceia, espalhar pétalas de rosas brancas, vermelhas e amarelas sobre a mesa.

O anfitrião convidará um dos convidados a acender as velas no centro da mesa. Logo em seguida todos levantarão o cálice do vinho sobre as velas, se servirão de uma pequena fatia de pão enquanto fazem os seus pedidos em silêncio. Beber o vinho e comer a pequena fatia do pão simbolizam comungarem do mesmo alimento espiritual.
Músicas ciganas de várias regiões e roupas coloridas e descontraidas darão um toque de alegria e liberdade aos participantes.

No final da ceia o anfitrião dará a cada convidado um saquinho de tecido dourado com algumas pétalas brancas, vermelhas e amarelas. Levar as pétalas representa levar consigo a intenção da ceia, ou seja a paz e harmonia, a paixão e libido ou amor e riqueza para suas casas.

Se você tem interesse em aprofundar esse assunto entre em contato diretamente no meu email:

Tina de Souza – tinadesouza03@gmail.com

Iyalorixá Tina de Souza

Tina de Souza – ipsi.brasil@gmail.com

www.tinadesouza.com

Tina de Souza, psicóloga clínica, Iyalorixá do Templo Guaracy do Brasil, professora convidada da Universidade de São Paulo, conferencista em vários paises como Brasil, EUA, Canadá e Europa, criadora da teoria Inconsciente Primário – Sistema Integrado (IPSI) e fundadora do Instituto Internacional IPSI, em Genebra-Suiça, desenvolve vários cursos sobre Psicologia e Espiritualidade de uma maneira extraordinariamente profunda e esclarecedora. Atualmente escreve um livro sobre as dezesseis diferentes depressões relacionadas aos dezesseis Orixás quando em desequilíbrio.

Graciosamente aceitou contribuir com textos sobre alguns temas que acredito seja de interesse de todos, como por exemplo a influência e os sintomas dos Orixás quando em desequilíbrio em nossas vidas.

Obedecendo a sequência do Xirê Guaracyano, o primeiro tema a ser discutido nesse espaço é sobre os quatro Orixás do Elemento Fogo: Elegbara, Ogum, Oxumarê e Xango.

“O Elemento Fogo está relacionado com a libido e impulso (Elegbara), movimento contínuo (Ogum), composição e direção (Oxumarê), realização ou cristalização (Xango).
Elegbara é a primeira qualidade ou Elemental do Elemento Fogo. É o propulsor do impulso primário que atua sobre os planos psíquico, físico, energético, vibratório e espiritual. Existem duas consciências que compoem esse Elemental: a consciência masculina que corresponde os Exús e a consciência feminina que corresponde as Bombogiras.
Quando há o desequilibrado em Elegbara, o indivíduo apresenta alguns sintomas psicológico, como por exemplo o silêncio e a apatia. O silêncio se torna a sua “fala” e a apatia o seu “descanso”. O excesso de pensamentos causa conflitos internos angustiantes causando muitas vezes ambivalência de comportamento.
No aspecto psicológico é importante ouvir o seu silêncio para tirá-lo da alienação, acolher seus pensamentos causadores de conflitos ajudará a diminuir a angustia, fascilitando uma nova consciência no que diz respeito à prioridades.
Espiritualmente o re-equilíbrio de Elegbara poderá ser dado através de rituais específicos, dependendo o Elemento que causou o desequilíbrio. Exemplo: Se for excesso de “fogo” é importante que nas oferendas ou rituais tenham componentes correspondentes aos Elementos Terra e Água como antagonistas. Existem situações que é necessário usar o excesso do excesso do fogo como aliado para o re-equilíbrio.
As vezes as pessoas confundem quando dizem que estão sentindo falta do Elemento Fogo em suas vidas porque não se sentem entusiasmadas, por exemplo. No entanto pode ser a falta do Elemento Ar. É atraves desse Elemento que o fogo será ativado. Por isso é importante saber quando utilizar o Elemento Ar para re-equilibrar o fogo, porque muitas vezes acaba desequilibrando ainda mais”. Tina de Souza

Curso: Orixás – Enfoque Psicológico
Data: 28 de Março de 2010
Local: São Paulo – SP
Maiores informações: ipsi.brasil@gmail.coml
ou visitem: www.tinadesouza.com